Resenha: O Acordo – Amores Improváveis

Compre: Amazon Saraiva

O Acordo é o primeiro livro da série Amores Improváveis. Série esta que vai contar a história de 4 jogadores de Hóquei e suas respectivas namoradas que estudam na universidade de Briar. Este primeiro volume vai contar a histórias de Hannah Wells e Garrett Graham. Hannah uma estudante de música aplicada, que se esforça muito para conseguir o que quer e ter boas notas, já que possui uma bolsa de estudos. Já Garrett é o capitão do time de Hóquei da Briar, consegue se dedicar bastante aos estudos e ao esporte que considera a coisa mais importante de sua vida. Esse é o primeiro diferencial da história, o atleta não é aquele cara burro, tão estereotipado como em todos os livros do gênero. Contudo, com a chegada da nova professora de Ética, considerada “barra pesada”, mais de metade da turma leva ferro na prova e precisa fazer a segunda chamada para recuperar a nota. Garrett  é um desses alunos. O maior agravante é que se ele não conservar sua média não poderá jogar Hóquei. Por outro lado, Hannah gabarita a prova. E é aí que tudo começa. Grande parte do livro Garrett tenta convencer Hannah a lhe dar aulas particulares, mas Hannah, que o acha arrogante, presunçoso e muito galinha, se esquiva todas as vezes. Garrett consegue finalmente convencê-la após perceber que ela tem uma grande queda por Justin, jogador de futebol americano da Briar. O acordo é o seguinte: Hannah finge estar em um encontro com Garrett, aumentando assim sua popularidade e o desejo de Justin por ela e em troca ela dá aulas particulares para Garrett, fazendo-o passar na matéria e conseguir média para jogar.

O que nenhum dos dois esperava é que desse acordo fosse surgir uma grande amizade, daquelas de dividir segredos, assistir séries juntos comendo pipoca e conhecer os amigos uns dos outros. Dessa amizade, é claro, vai surgir aquele romance (com muitas partes bempicantes). Esse é um ponto que me deixou super caidinha por esse livro, adoro romances que surgem de amizades. Uma amizade onde são compartilhados segredos dos dois, que envolvem agressões físicas, dramas familiares e vários assuntos sérios que precisam ser discutidos.

É interessante como a cumplicidade dos dois faz com que Hannah se solte mais, confie mais nas pessoas e em si mesma, bem como saiba aproveitar a vida com mais leveza e descontração. Algo que eu achei de fundamental importância foi o fato de mostrar que depois do trauma de Hannah ela procurou ajuda psicológica e se tratou. Só quem passa por situações de extremo stress e tem auxílio psicológico sabe da importância.

Os personagens são extremamente cativantes, com uma história de vida complexa e bem contada. Gostaria que o livro tivesse mais páginas para desenvolver um pouco mais alguns pontos soltos da trama. Talvez nos próximos, mesmo que não seja diretamente sobre eles, alguns pontos possam ser resolvidos. Enfim, história completa e maravilhosa, super recomendo a leitura!